5 ONGs de empoderamento feminino no Brasil

Hoje vamos apresentar ONGs que promovem o empoderamento feminino e que acreditamos que todas as pessoas que lutam e defendem esta causa deveriam conhecer.

No Brasil, as ONGs que promovem o empoderamento feminino tem ganhado força nos últimos 10 anos devido a um maior debate da sociedade em relação ao tema.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


CRUZANDO HISTÓRIAS

ONG Empoderamento Feminino - Cruzando Histórias

A Cruzando Histórias é uma ONG que promove o empoderamento feminino através da recolocação/inclusão profissional de mulheres em situação de desemprego, utilizando para isso metodologias como a comunicação não-violenta e a escuta ativa.

A ONG, que nasceu em 2018, em São Paulo, tem como objetivo fornecer um espaço terapêutico e seguro para que as mulheres que perderam o emprego possam resgatar atributos como confiança e autoestima e se sintam mais capacitadas durante o processo seletivo.

A Cruzando Histórias também realiza dinâmicas de desenvolvimento de currículos e orientações sobre como se comportar em entrevistas de emprego, aumentando a reinserção de mulheres no mercado de trabalho.

Todos os projetos da instituição são de graça para as mulheres que decidem participar das atividades e são patrocinadas por empresas como a EDP – Energias do Brasil, Arkema, Novo Nordisk e outros.

A importância da Cruzando Histórias dentro do universo de ONGs que promovem o empoderamento feminino através da recolocação profissional de mulheres em situação de vulnerabilidade se justifica porque hoje, no Brasil, 45% dos lares são comandos por mulheres.

Outro dado preocupante é que em meados de 2021 o desemprego entre as mulheres atingiu patamares recordes, representando 17,9%. Já na faixa etária dos 18 aos 24 anos, a taxa de desemprego entre as mulheres é ainda mais alta, chegando a 31% das mulheres.

Isso significa que o desemprego de mulheres tem um impacto socioeconômico profundo no núcleo familiar e na própria economia do pais. Por conta disso, que lançar um olhar de acolhimento, cuidado e de fortalecimento de características psicoemocionais é tão importante e é feito com muita atenção pela Cruzando Histórias

Além disso, sabemos que existem diferenças salariais de mulheres que ocupam o mesmo cargo do que homens e isso acaba colocando a mulher numa posição de desvantagem no mercado de trabalho.

Cada vez mais vemos organizações tentando promover a equidade de gênero em suas organizações e isso também é uma luta que engloba a causa da Cruzando Histórias.

Se candidate, Mulher

Se candidate, Mulher - ONGs de empoderamento feminino

A Se candidate, Mulher se apresenta como uma organização que luta para incluir mais mulheres no mercado de trabalho, aumentando a representatividade das mulheres em cargos de liderança e assim promovendo a equidade de gênero nas organizações.

Hoje muitas empresas que estão comprometidas com políticas ESG apresentam abertamente o seu comprometimento em ter, entre seus quadros de funcionários, uma melhor distribuição de gênero, sejam nos cargos de liderança ou nos cargos operacionais.

A Se candidate, Mulher trabalha no eixo de capacitar mulheres para que elas consigam se recolocar com maior facilidade no mercado de trabalho e para que consigam encontrar uma vaga que seja alinhada tanto ao perfil da candidata como da empresa.

Semelhante a Cruzando Histórias, a organização entra no rol de ONGs que promovem o empoderamento feminino através da mudança de um entendimento do papel das mulheres no ambiente corporativo, fazendo a ponte entre candidatas e a empresas que estão comprometidas com a equidade de gênero.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Think Olga

A Think Olga é outra ONG que promove o empoderamento feminino que você precisa conhecer

O foco da organização é sensibilizar a sociedade para as questões de gênero e intersecções, além de educar e instrumentalizar pessoas que se identifiquem como agentes de mudança na vida das mulheres.

Para realizar esse trabalho a ONG cria campanhas de comunicação que são veiculadas em meios de comunicação, principalmente nas redes sociais, com o objetivo de estimular o debate sobre questões importantes sobre o universo feminino, lutas feministas e mudanças desejadas na sociedade com foco na equidade de gênero.

A Think Olga tem importantes contribuições para o debate de questões que muitas vezes são consideradas tabus para setores da sociedade brasileira, mas que precisam ser encaradas de frente e debatidas em um diálogo aberto.

Em 2018, a organização mobilizou e sensibilizou a sociedade sobre o assédio que mulheres vivem cotidianamente em espaços públicos no Brasil através da campanha Chega de Fiu Fiu

A campanha contou com mobilização nas redes sociais, a criação de um mapa onde situações de assédio público tendem a acontecer com maior frequência e a produção de uma cartilha sobre assédio sexual em parceria com a Defensoria Pública do Estado de São Paulo

Outra iniciativa importante da Think Olga durante a pandemia foi a criação de um relatório para entender os impactos da pandemia na vida das mulheres brasileiras. O relatório recebeu o nome de Mulheres em Tempos de Pandemia.

Infelizmente, com a necessidade de isolamento durante o período da pandemia, os relatos de mulheres sofrendo violência doméstica aumentaram muito.

A ONU Mulheres em documento abordando o assunto, afirmou que “enfrentar uma quarentena é um desafio para todos, mas para mulheres em situação de vulnerabilidade pode ser trágico. No Brasil, onde a população feminina sofre violência a cada quatro minutos e em que 43% dos casos acontecem dentro de casa, essa preocupação é real”.

O foco da Think Olga ao criar o relatório de impacto da pandemia nas mulheres era, em um primeiro momento, entender com dados críveis e de qualidade quais foram os reais impactos na vida das mulheres e entender quais impactos “ocultos” nós não temos acesso por que acontecem no ambiente familiar.

O outro objetivo é que quando você tem os dados e expõe essa realidade para a sociedade como um todo, você pode propor caminhos e políticas públicas para mudar essa realidade.

A Think Olga é uma ONG que promove o empoderamento feminino e que todas as pessoas que acreditam nessa causa deveriam conhecer.

FUNDO ELAS

ONGs empoderamento feminino - fundo elas

O Fundo Elas é o primeiro fundo de investimento social que financia exclusivamente projetos que promovam o protagonismo das mulheres no Brasil.

A organização é uma ONG que promove o empoderamento feminino através do financiamento de projetos em áreas como:

  • Prevenção de violência contra a mulher;
  • Promoção da autonomia econômica, do empreendedorismo e do fim da pobreza de mulheres
  • Expansão do acesso à saúde e dos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres
  • Ampliação do acesso à cultura, comunicação, arte e esportes
  • Promoção da equidade étnica e racial
  • Promoção de um meio ambiente justo e sustentável

Embora o financiamento de projetos oferecidos pelo Fundo Elas não sejam de valores muito altos, entendemos que a existência de um fundo de investimento social exclusivo para atividades que promovam o empoderamento feminino é um avanço nas políticas de investimento social no Brasil.

O Fundo Elas já financiou projetos em todas as regiões brasileiras e segue possibilitando que iniciativas que tem como protagonistas as mulheres sejam financiadas para que aumentem sua atuação, melhorem seus processos e sejam mais conhecidos pela comunidade de entorno.

Para participar do processo de seleção dos projetos, é preciso estar ligado as datas dos editais que são divulgados no site da organização.

REDE MULHER EMPREENDEDORA

A Rede Mulher Empreendedora foi a primeira e maior rede de empreendedorismo feminino no país.

O nascimento da RME aconteceu com Ana Fortes, durante o “Programa 10 mil mulheres” da Fundação Getúlio Vargas.

Ana tomou a iniciativa de criar um blog para abordar temas ligados aos empreendedorismo entre mulheres. No blog, Ana apresentava seus anseios, medos e vontades sobre empreender. Na troca com suas leitoras, percebeu que muitas compartilhavam as mesmas inquietações e desejos.

A partir daí, Ana criou a Rede Mulher Empreendedora (RME) com o objetivo de preencher essa lacuna no mercado e poder oferecer apoio, ajuda e direcionamento entre as mulheres que optaram por empreender.

A RME também oferece serviços para empresas que tenham como objetivo apoiar o empreendedorismo entre as mulheres brasileiras.

A principal contribuição da Rede Mulher Empreendedora para a causa é empoderar financeiramente mulheres, que responsáveis pelo orçamento da casa, normalmente realizam gastos domésticos com maior atenção as necessidades da família e da comunidade em que vive.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE